Resultado de exames    
   
Posto + Amostra   senha
(11) 4413 4780 / 4418 2152
 



 
NOSSA NEWSLETTER
 
Cadastre-se e receba gratuitamente
nome
email
 
Home > Espaço Saúde > Atividade Física com Moderação

Atividade Física com Moderação

Ninguém discute: atividade física traz benefícios para o corpo, além de promover a sociabilização e combater o estresse. Pesquisa realizada por Reury Frank Bacuraru em 2001, do Laboratório de Metabolismo do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, constatou mais um benefício dos exercícios: a atividade, quando praticada com moderação, contribui para o fortelecimento do sistema imunológico, enquanto o treino intenso e prolongado pode enfraquecê-lo.

Um estudo ainda mais antigo, de 1993, do Departamento Médico da Tufts University School Medicine, Boston, (USA, reforça essa ideia de proteção.

“Quando a atividade física é praticada com moderação, ou seja, ao menos 3 vezes por semana, com duração de 30 a 40 minutos e acompanhada por um profissional, pode fortalecer e melhorar o sistema imunológico, isso porque o esporte contribui para o aumento do número de glóbulos brancos (leucócitos), responsáveis pela defesa do organismo.

Essa prática é fundamental no caso de doenças crônicas como o diabete mellitus, e ainda diminui o risco de outras, como a gripe”, diz dra. Rebeca Boltes Cecatto, fisiatra do Einstein.

Outro fator que colabora para a proteção do organismo é o fato de a atividade física promover a diminuição do estresse

É importante deixar claro, entretanto, que não existe um tipo de exercício correto para fortalecer o sistema imunológico. “Tanto exercícios aeróbicos, que incluem caminhadas e ciclismo, quanto anaeróbicos, caso da musculação, podem auxiliar. Mas isso só ocorre quando feitos com regularidade e de maneira moderada”, aconselha dra. Rebeca.

Apesar de todos os benefícios extras da atividade física para o sistema imunológico, se praticada em exagero e de maneira inadequada, pode surtir efeito contrário. Além das lesões musculares e articulares, o exercício em excesso traz sobrecarga cardiorespiratória, alterações hormonais, ansiedade e, principalmente, a depressão imunológica, causando a diminuição e a alteração funcional de algumas células do sistema imune, fazendo com que a pessoa fique mais exposta a doenças.

Essa baixa no sistema imunológico ocorre porque a substância responsável por alimentar os glóbulos brancos, chamada de glutamina e produzida pela musculatura, é consumida em excesso quando a atividade é praticada de maneira exagerada. Por isso, a receita de saúde exige moderação também na prática esportiva.

Fonte: Eistein

 
© Clima Diagnósticos - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por Sim3